Ao longo das últimas semanas verificaram-se várias alterações relativamente à regulação aplicada aos viajantes que chegam ao Quénia.

Embora seja possível que, durante as próximas semanas, se realizem ainda mais alterações, comunicamos a presente situação. À medida que se verifiquem novas mudanças, faremos permanentes actualizações que poderá consultar no link www.across.pt

Assim, ao chegar ao Quénia os passageiros serão obrigados a:

  • Apresentar um teste PCR negativo para a Covid-19 realizado até 96 horas antes do dia da viagem.
  • Após receber o resultado negativo, e antes de chegar ao Quénia, os passageiros deverão carregar o certificado do mesmo nas páginas https://africacdc.org/trusted-travel/ou www.globalhaven.org, seguindo as instruções que estes disponibilizam. Ao realizarem este procedimento, ser-lhes-á atribuído um código QR que deverão apresentar juntamente com o certificado do teste negativo.
  • Antes de viajar, será necessário preencher o formulário de chegadas, disponibilizado em https://ears.health.go.ke/airline_registration/, que atribui um novo código QR e que deverá ser impresso e apresentado no momento de chegada ao país.
  • Os vistos para o Quénia não poderão ser adquiridos à chegada e deverão ser obtidos antecipadamente através da plataforma http://evisa.go.ke

À saída do país:

  • Será necessário apresentar um teste negativo para a Covid-19 apenas caso a companhia aérea o requisite.
  • Caso a companhia aérea o exija, o teste negativo à Covid-19 deverá encontrar-se certificado pela Trusted Travel, incluindo assim um código QR, que será obtido assim que o certificado do teste for carregado. Todo o mecanismo utilizado no Quénia garante que as aprovações se processam instantaneamente.

Passageiros em trânsito:

  •     Os passageiros em trânsito deverão Apresentar um teste PCR negativo para a Covid-19 realizado até 96 horas antes do dia da viagem.
  • Após receber o resultado negativo, e antes de chegar ao Quénia, os passageiros deverão carregar o certificado do mesmo nas páginas https://africacdc.org/trusted-travel/ou www.globalhaven.org, seguindo as instruções que estes disponibilizam. Ao realizarem este procedimento, ser-lhes-á atribuído um código QR que deverão apresentar juntamente com o certificado do teste negativo (o processo é idêntico ao de chegada ao Quénia, como acima indicado).
  • Antes de viajar, será necessário preencher o formulário de chegadas, disponibilizado em https://ears.health.go.ke/airline_registration/, que atribui um novo código QR e que deverá ser impresso e apresentado no momento de chegada ao país.
  • Se o passageiro necessitar de sair do aeroporto ou de passar pela imigração para recolher a bagagem ou fazer o check in noutra linha aérea, necessitará também de um visto de trânsito que deverá ser obtido em http://evisa.go.ke/transit-visa.html

Esperamos que esta informação lhe forneça o apoio desejado face as complexas requisições actuais. Continuaremos a mantê-lo actualizado caso surjam mais alterações.