TRIBOS DO SUL

Partidas diárias (minímo 2 pax) 
1º Dia – LISBOA / ADDIS ABEBA
Comparência no aeroporto duas horas antes do voo programado. Formalidades de embarque e partida com destino a Addis Abeba, via cidade Europeia. Refeições e noite a bordo…

2º Dia – ADDIS ABEBA 
Chegada a Addis Abeba. Acolhimento pelo nosso representante local e transfer para o hotel Wassamar (ou similar). Segue-se a visita de Addis Abeba. Esta cidade, cujo nome em amárico significa “flor nova”, foi fundada em 1887 por Menelik II e tornou-se a capital da Etiópia em 1889. É a maior e mais populosa cidade da Etiópia rodeada pelos montes Entoto e situada a 2500 m de altitude. A cidade, além dos seus museus, oferece um dos maiores mercados ao ar livre de toda a África, o “Mercato”. Junto ao “Mercato” existem locais de grande interesse, entre os quais podemos destacar a Mesquita Al-Anwar e a Catedral da Sagrada Família.

3º Dia – ADIS ABEBA / ARBAMINCH

Depois do pequeno-almoço no hotel, partida para Arbaminch. Passagem por Melka, Kunture e Tiya, interessantes lugares arqueológicos. Antes de chegar a Arbaminch, passagem também por Chencha a localidade onde vive o povo Dorze, com a sua típica cultura, casas e tradições. Os Dorze vivem em cabanas de bambu (também chamadas de pata de elefante) e produzem as tipicas Shama (túnicas coloridas com desenhos geométricos que são a manufatura mais conhecida vendendo-se em todo o país). Chegada ao Paradise Lodge do qual se desfrutam espetaculares vistas sobre os lagos Chamo e Abaya, assim como do Parque Nacional de Nech Sar. Alojamento no Paradise Lodge ou similar.

4º Dia – ARBAMINCH / JINKA
Depois do pequeno-almoço, excursão de barco no lago Chamo, onde se poderá observar os crocodilos do Nilo, hipopótamos e uma enorme variedade de aves. Depois continuação para Jinka através do território dos Benna. Paragem em Key Afar. Se for 5ª feira, oportunidade para visitar o mercado onde os povos Ari, Benna, Tsemay e Hamer vendem os seus produtos. Chegada a Jinka. Alojamento no Omo Eco Lodge.

5º Dia – JINKA
Depois do pequeno-almoço, partida para o Parque Nacional de Mago, onde se terá a oportunidade de ver o povo Mursi, tribo de pastores característica pelos seus “pratos” labiais e auriculares. De tarde visita a uma aldeia Ari, na fronteira norte do Parque. Os Ari são artesãos que manufaturam braceletes de metal e joias para as tribos vizinhas. Visita também ao Centro de Investigações do Sul do Omo e ao Museu etnológico, em Jinka. .

6º Dia – JINKA / TURMI

Depois do pequeno-almoço, partida para Turmi. No trajecto oportunidade de ver os exóticos e coloridos povos Hamer. Os Hamer vivem nas colinas cobertas de mato, no lado oriental do vale do Omo. São uma tribo com rituais exclusivos, como uma cerimónia em que os jovens saltam sobre o gado, para provar que atingiram a idade adulta. Chegada ao Buska Lodge ou similar.

7º Dia – EXCURSÃO A MURULE PARA VER O POVO KARO

Depois do pequeno-almoço no hotel, saída para visitar o povo Karo. No caminho podem ser vistos um grande número formigueiros, cujas colunas podem a chegar a mais de seis metros de altura. Depois da chegada a Murule, entra-se na estrada para as aldeias Karo. Este povo vive ao longo das margens do rio Omo e usam decorações corporais muito vistosas, especialmente aqueles feitos com argilas brancas. De tarde regresso a Turmi. Se possível, visita a uma aldeia Hamer. Depois regresso a Turmi.

8º Dia – TURMI / KONSO / YABELO

Depois do pequeno-almoço no lodge, partida em direcção a Konso, com paragens em Yabelo e Erbore, para admirar o sistema agrícola do povo Konso. Os Konso ocupam, na Etiópia, uma região montanhosa de aproximadamente 50 quilômetros quadrados, ao longo do Rift Africano, entre 1200 e 1800 metros. Este povo de tradição agrícola é conhecido pela técnica de cultivo em terraço, que dá lugar a uma paisagem única, recentemente declarada patrimônio da humanidade pela Unesco. Os Konso são também conhecidos pelas suas estátuas de madeira, chamadas de Wakas, que são erguidas em homenagem aos seus heróis mortos,
Nos terraços, os Konso cultivam tubérculos como inhame e taro, cereais como sorgo e cevada, e também café, tabaco e algodão.  Chegada ao Kanta Lodge ou similar, em Yabelo.

9º Dia – KONSO / YABELO / YIRGA ALEM 

Depois do pequeno-almoço no lodge, partida cruzando as terras férteis da província de Sidamo, onde se encontram inúmeras plantações de café. A região de Sidamo, na Etiópia, é o local de origem do café. Foi aqui que ele foi descoberto. Pela sua origem antiga, o café Etiópia Sidamo oferece história e mistérios. Ele é ao mesmo tempo delicado e complexo, oferecendo um aroma floral, encorpado e sabor de limão.
Chegada ao fim da tarde ao Aregash Lodge ou similar.

10º Dia – YIRGA ALEM / ADDIS ABEBA

De manhã visita do mercado local de peixe, em Awassa. Depois continuação para Addis Abeba, passando pelos lagos do vale do Rift. Paragem no Parque Nacional Abiyata Shala. Neste parque existem dois lagos muito diferentes entre si, um de origem vulcânica, muito profundo e outro de pouca profundidade de origem pluvial.
Já em Addis Abeba, haverá um jantar tradicional acompanhado de música tradicional e folclore.
Em hora a determinar localmente transporte para o aeroporto e após as formalidades saída em voo da Ethiopian Airlines para regresso à Europa. Refeições e noite a bordo.

11º Dia – ADDIS ABEBA / LISBOA
Escala em cidade Europeia e continuação da viagem com destino Lisboa.

FIM DA VIAGEM E DOS NOSSOS SERVIÇOS

Nota: Este itinerário pode adaptar-se a datas concretas de chegada a Etiópia, para coincidir e assistir aos diferentes mercados locais.

Partidas diárias (Mínimo 2 pax)

Empty tab. Edit page to add content here.